Equipe do LAAm avalia águas da bacia hidrográfica do rio Canoas

13/03/2016 23:45

 

Equipe do LAAm em campo para avaliar as águas da porção superior da bacia do Rio Canoas.

Equipe do LAAm em campo para avaliar as águas da porção superior da bacia do Rio Canoas.

Entre os dias 8 e 10 de março de 2016 a equipe de pesquisadores do LAAm esteve presente na porção superior da bacia hidrográfica do Rio Canoas, entre os municípios de Urubici e Rio Rufino. O objetivo da missão de campo foi, a partir de afluentes do Rio Canoas e da interface de contato entre as formações Botucatu e Rio do Rasto, compreender o comportamento das águas subterrâneas provenientes do Sistema Aquífero Integrado Guarani/Serra Geral (SAIG/SG) e sua interação com as águas superficiais nesta bacia hidrográfica. Parâmetros básicos de campo, como pH, oxigênio dissolvido, condutividade e temperatura das águas foram adotados como indicadores para a interpretação da proveniência das águas e sua relação com o escoamento superficial e de base. Esta etapa da pesquisa de campo faz parte da Meta 1 – Componente 1 (M1C1) do Projeto Rede Guarani/Serra Geral, que compreende a coleta de dados hidroquímicos e mapeamento geológico Estrutural, Hidrogeológico da área de ocorrência do SAIG/SG em Santa Catarina. Esta atividade de coleta de dados é também parte da dissertação do mestrando Geovano Pedro Hoffmann: “Efeitos da modificação do uso da terra sobre o comportamento do escoamento em área de descarga do Sistema Aquífero Integrado Guarani/Serra Geral”. A equipe foi composta por Arthur Nanni, Geovano Pedro Hoffmann, Leila Carolina Amaral, Luiz Fernando Scheibe, Mariana Blank, Regiane Silva e Rossana Borelli.

Texto: Mariana Blank e Leila Carolina Amaral